Top FM Home

Incêndios: Governo considera “fundamental” aposta na videovigilância

Incêndios: Governo considera “fundamental” aposta na videovigilância

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, considerou hoje “fundamental” a aposta em instrumentos de videovigilância para “aumentar a capacidade de apoio à decisão” e o combate aos incêndios rurais.

Eduardo Cabrita inaugurou hoje, na Guarda, um sistema de videovigilância para deteção de incêndios rurais no território da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE), denominado SARADO (Sistema de Acompanhamento Remoto e Apoio à Decisão Operacional).

O sistema consistiu na colocação de 17 torres com câmaras de vigilância com alcance de mais de 30 quilómetros, que cobrem a quase totalidade do território da Comunidade Intermunicipal e estão ligadas a centros de gestão e controlo, localizados na Guarda e em Castelo Branco.

O SARADO, que foi lançado em 2018 e que representou um investimento superior a 900 mil euros, foi apoiado por fundos da União Europeia, no âmbito de uma candidatura apresentada pela CIM-BSE, que tem sede na Guarda.

Segundo o presidente do Conselho Intermunicipal da CIM-BSE, Carlos Filipe Camelo, o SARADO “tem como objetivo dotar os agentes de proteção civil de mecanismos que possibilitem uma intervenção mais rápida na verificação de riscos de incêndio e um apoio à decisão mais eficiente no combate aos fogos rurais”.

“Instrumentos como este, instrumentos que permitem melhorar a vigilância, aumentar a capacidade de apoio à decisão, para que o combate, quando necessário, possa ser feito de imediato, reduzindo o risco, reduzindo a probabilidade de os incêndios ganharem grande dimensão, é fundamental”, afirmou o ministro da Administração Interna na cerimónia de inauguração do SARADO, realizada no Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) da Guarda.

Fonte: Sapo

24 Julho 2019 Noticias

Outras Notícias

Facebook