Top FM Home

Portugal contribui para desenvolvimento de frota de drones para controlar desastres naturais

Portugal contribui para desenvolvimento de frota de drones para controlar desastres naturais

Em causa está um projeto de um consórcio internacional que integra o Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC -TEC), responsável pelas comunicações sem fios suportada por drones.

A União Europeia e a Coreia do Sul vão investir 8,3 milhões de euros num projeto de criação de uma frota de drones para situações de desastres naturais, onde a resposta seja mais rápida, eficaz e eficiente, e que conta com o português Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC -TEC), responsável pelas comunicações sem fios suportada por drones.

Em comunicado, o INESC-TEC fez saber esta quarta-feira que o projeto que dá pelo nome RespondDrone está a ser desenvolvido por 20 instituições internacionais de 12 países, estando a ele alocados 8 milhões de euros da União Europeia e 300 mil euros do governo da Coreia do Sul. Este é um projeto inserido no programa de Investigação e Inovação da União Europeia Horizonte 2020 e pelo governo sul-coreano ao abrigo do acordo número 833717.

Trata-se, assim, de um consórcio internacional que está a criar uma solução de gestão de emergência que permitirá fornecer informações críticas e serviços de comunicação às equipas de emergência, com recurso a drones.

“Quando a solução integrada que estamos a desenvolver estiver pronta, vai permitir que as equipas de emergência facilmente melhorem a sua capacidade de avaliação da situação e a sua própria proteção. Esta solução vai incluir a integração de uma frota de drones que pode ser operada por um único piloto em vez de termos um piloto a operar cada drone”, explicou o coordenador da área de redes sem fios do Centro de Telecomunicações e Multimédia do INESC TEC, Rui Campos, citado no comunicado.

Para além de simplificar e acelerar a avaliação da situação de catástrofe, a partilha de informações, a tomada de decisões e a gestão das operações, o RespondDrone “vai fornecer informações de alta qualidade a qualquer centro de controlo envolvido através de um sistema web inteligente e acessível, que pode ser operado de forma remota”.

O INESC-TEC é responsável pelo desenvolvimento da solução de comunicações sem fios suportada por drones, que garantirá comunicações entre as equipas de emergência no terreno e o centro de comando, quando há falha de cobertura móvel ou necessidade de reforço de capacidade no local do desastre.

Fonte: Sapo

12 Junho 2019 Noticias

Outras Notícias

Facebook